Edmilson Varejão: Jogos além do preço

Com partidas decisivas e melhores datas, a presença de público deve aumentar, sem reduzir a arrecadação

Por O Dia

Rio - Uma polêmica vem ganhando espaço nas discussões esportivas: o preço dos ingressos. Assim como nos debates sobre partidas com torcida única, muitos dirigentes conduzem a discussão aparentemente movidos pela emoção. A conversa não pode ser de botequim, pois o futuro dos clubes e do futebol está em questão.

Para atrair mais público para o Carioca, a Federação impôs a redução do valor dos ingressos, esperando atrair mais pessoas aos estádios. Na primeira rodada, com tíquete médio de R$ 20,21, a teoria não funcionou, e a média de público dos quatro grandes foi de 5.888 pagantes. Em São Paulo, os quatro grandes, mesmo com ingressos mais caros, tiveram média de 16.388.

Ao analisar, por exemplo, a presença de flamenguistas desde 2007, é possível constatar fatores que influenciam a ida do torcedor ao estádio. Fica claro que o preço não é determinante, visto que em 2013 e 2014 o Maracanã registrou público médio de 31.961 pessoas, com tíquete médio de R$ 44. De 2010 até 2012, o Engenhão teve média de 19.296 pagantes, a R$ 25.

Os dirigentes podem direcionar o foco para outros fatores que podem ser reunidos como ‘atratividade’ dos jogos. É perceptível que o excesso de partidas entre times de pequena expressão provocam esvaziamento. Entre 2007 e 2014, jogos do Flamengo contra times menores tiveram média de 8.412 pessoas, a R$ 20,90. A R$ 29,10, os clássicos registraram 26.424 pagantes.

Outro item fundamental é o dia da semana e o horário dos jogos. Este é um tema delicado por conta da dependência financeira em relação aos contratos com a TV. A média de público do Flamengo em jogos do Brasileiro no Maracanã entre 2013 e 2014 foi de mais de 40 mil torcedores aos sábados, enquanto na quarta-feira o número cai pela metade.

Com partidas decisivas e melhores datas, a presença de público deve aumentar, sem reduzir a arrecadação das equipes. Com dinheiro nos cofres, os times podem se reforçar. Bons jogadores significam bons resultados em campo. Outro levantamento constatou que, após sequência de três vitórias, a média de público dos jogos do Flamengo é de mais de 45 mil. Quando a equipe soma três pontos em três rodadas, a média despenca para 24 mil.

Edmilson Varejão é pesquisador da Fundação Getulio Vargas

Últimas de _legado_Opinião