Aurora Issa: Coração de mãe

Em coração de mãe sempre cabe mais um. O problema é que elas costumam ser tão preocupadas com as crias que deixam de lado a própria saúde

Por O Dia

Rio - Em coração de mãe sempre cabe mais um. Afinal, mãe é sinônimo de carinho, mas também de força. De sensibilidade e de garra. O problema é que elas costumam ser tão preocupadas com as crias que deixam de lado a própria saúde. Coração de mãe também inspira carinho e cuidados. Especialmente quando ela divide a rotina entre filhos, casa e trabalho. As doenças cardiovasculares estão aí! Você, mãe, sabia que elas são a maior causa de morte em mulheres no país?

Para começar, as tarefas de casa não são bem divididas na maioria dos lares, assim como a criação dos filhos. Mas a culpa não é só dessa consolidação antiga das funções da mulher e do homem. O histórico de consultas das mulheres ainda é falho. Muitas, quando procuram atendimento especializado, ainda não recebem na mesma proporção dos homens as indicações cirúrgicas ou de procedimentos que muitas vezes podem ser fundamentais.

Um dos principais cuidados que nós, mulheres, temos com a saúde é a prevenção do câncer de mama. É importantíssimo manter a consulta regular ao ginecologista e realizar o autoexame, é claro. Mas por que não procurar também o cardiologista de seis em seis meses, ou a cada ano? Para se ter uma ideia, a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo divulgou estudo recente que mostra que 39 mil mulheres morrem de enfarte anualmente no Brasil, número superior às 13 mil mortes anuais por câncer de mama.

A adesão das mulheres aos cuidados com o coração ainda é muito baixa. E imagino que parte disso se dê porque a ocorrência de doença cardiovascular nelas se dá em uma fase mais tardia do que nos homens. Só que, tardia ou não, é altamente incidente. Razão suficiente para prevenir cedo.

Mães, se querem ser as super-heroínas projetadas pelos filhos, lembrem-se de conquistar primeiro uma supersaúde e um supercoração. Cuidem de vocês primeiro, para cuidarem deles com o amor e dedicação de sempre.

?Aurora Issa é cardiologista do Instituto Nacional de Cardiologia

Últimas de _legado_Opinião