Por paulo.gomes

Rio - O Sistema Único de Saúde foi uma das maiores conquistas da população brasileira que a Constituição de 1988 trouxe. Entre seus avanços, está o incentivo à participação popular nas políticas públicas de saúde. Afinal, nada mais justo que a própria população fiscalizar, apresentar demandas e cobrar soluções de uma questão tão importante em seu dia a dia.

Com esse intuito, foi criada a figura dos Conselhos de Saúde. No Rio de Janeiro, por exemplo, temos um Conselho Municipal e dez Conselhos Distritais — um em cada área de planejamento da cidade. Nos meses de maio de junho, cada uma dessas entidades realizará uma conferência para discutir resultados de políticas públicas de saúde.

No atual quadro de crise de representatividade que atravessa nossa sociedade, essa é uma oportunidade para a população se manifestar. Gestores, representantes de entidades populares, entidades sindicais, funcionários, usuários e demais cidadãos cariocas devem aproveitar esse espaço democrático para expressar sua avaliação.

Exercendo a nossa função de fiscalização, outorgada pelo voto popular, meu mandato estará presente e atento na defesa da liberdade de expressão e participação de todos nessas conferências. Informe-se e participe da construção do SUS que, no final das contas, é um patrimônio de todos nós.

Paulo Pinheiro é médico e vereador pelo Psol

Você pode gostar