Por adriano.araujo

Rio - Em meio a um mundo em que nos parece faltar tempo, você ainda consegue ser misericordioso(a)? O cristão deve ser aquele que, a exemplo de Jesus, tem o coração aberto ao outro. Dele se esperam as melhores e mais solidárias atitudes: que se alegre com os que partilham felicidade e que se coloque ao lado dos que passam por dificuldades.

O Evangelho de hoje nos mostra o quanto Jesus realmente se importava com todos os que o procuravam. Ele e seus discípulos não conseguiam descansar e nem mesmo comer, porque as pessoas acorriam a eles o tempo todo. O texto diz que quando o Senhor convidou seus amigos para se retirarem para um momento de descanso, muita gente os precedeu no lugar para onde haviam ido. Imagine isso: cada um, com suas necessidades, foi, cheio de esperanças, na direção daqueles homens. E Jesus, mesmo cansado e com fome, fez o quê? Ele não se negou! Veja o relato bíblico:

“Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor” (Mc 6,34a).

O Senhor talvez até tivesse o direito de pedir que as pessoas esperassem um pouco, porque estava muito cansado e com fome, e tinha tirado aquele tempo só para ele... Mas não! Ele sabia da ansiedade, das angústias, das tristezas e também das alegrias e euforias daqueles corações e se importou. O seu próprio coração se compadeceu. Porque se compadecer é próprio de quem ama! O amor não nos permite pensar primeiro em nós mesmos.

Hoje, as pessoas também precisam ser ouvidas, desejam sorrisos, olhares nos seus olhos, uma palavra-amiga... E quem pode ser Jesus para elas? No outro dia, vi um senhor, em transporte público, que tentou conversar com três pessoas. Todas saíram de perto e começaram a mexer no celular... Ninguém foi Jesus para ele! Geralmente, não notamos que atitudes e posturas muito simples podem fazer a vida de algumas pessoas um pouco melhor e mais digna...

Eu quero me dispor a ser Jesus para alguém, a qualquer hora, principalmente nas situações simples do dia a dia. E você? #vamoemfrente

?Padre Omar é o reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado. Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail [email protected] Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Você pode gostar