Ruy Chaves: A maldição de Pinóquio e a sociedade da mentira

São muitos os Pinóquios com narizes que tentam furar os olhos da sociedade para cegá-la

Por O Dia

Rio - Não me lembro se foi exatamente assim, mas o solitário Gepeto queria tanto ser pai que fez um boneco de madeira, o Pinóquio, depois encantado pela varinha da Fada Madrinha. “Vou te dar vida, boneco”, disse a Fada. “Mas deves ser sempre bom e honesto.” Felicíssimo, Gepeto, como todo ótimo pai, desejou para o filho uma educação perfeita e o mandou à escola. Pinóquio deixou de ser apenas um menino com nariz de pau, cabeça de pau, perna de pau e coração de pau; tinha sentimentos, aprendeu a falar, a dançar e... a mentir.

Entre os bons e chatos conselhos do Grilo Falante, designado pela Fada como sua consciência, e o mundo sem restrições proposto por amiguinhos espertalhões, Pinóquio caiu em tentações. Raposão, dono do teatrinho de marionetes, fez Pinóquio rico e famoso e o escravizou para garantir o negócio. Tentando se salvar, Pinóquio mentia, mas a mentira leva a jato para o infortúnio. Maldição, seu nariz também crescia! Muitas armações após, nariz imenso, Pinóquio e o Grilo acabaram engolidos por uma baleia que engolira Gepeto. Fizeram uma fogueira e por milagre foram cuspidos. Pinóquio se arrependeu, fez ‘delação premiada’, pagou pelos malfeitos e pediu perdão. Por ter se mantido honesto e bondoso, a Fada o transformou em menino de carne e osso.

Educação é encanto e magia, capaz de transformar, como a Fada, até bonecos de pau em cidadãos do bem conscientes das responsabilidades em tempos sob muitas tentações. Toda pessoa tem um Grilo Falante, uma consciência que a orienta para o bem e a virtude. Lamentavelmente, há muitos Raposões propondo poder e de trevas, cobrando alto preço de quem os segue, escravizando-os, sugando valores e consciências.

São muitos os Pinóquios com narizes que tentam furar os olhos da sociedade para cegá-la. Estão por aí, escondendo, acumulando, jurando inocência e culpando o outro. Mas, como a mentira tem pernas curtas e os mentirosos ficam com narizes que não conseguem esconder , acabam engolidos pela baleia. Desonram os pais, educadores como Gepeto, e os filhos. Abaixo a sociedade da mentira! Não há alternativas senão por uma Educação digna para a vida e para o trabalho. Panta rei.

Ruy Chaves é diretor da Estácio e da Academia do Concurso

Últimas de _legado_Opinião