Editorial: Insensatez não levará a lugar algum

Editorial de ontem do ‘New York Times’ rechaça o impeachment de Dilma Rousseff

Por O Dia

Rio - Não deveria haver dúvidas sobre se buscarem soluções para a crise política e econômica no Brasil em um ambiente de sensatez. Contribuiu muito para essa percepção o editorial de ontem do ‘New York Times’ que rechaça o impeachment de Dilma Rousseff.

O texto afirma que o país “está em pedaços”, e sobram argumentos sólidos para tal. Mas os editorialistas sublinham não haver, até o momento, provas que substanciem um processo de afastamento da presidenta.

Insensatez, é bom frisar, não é a onda de manifestações que no domingo juntou milhares nas ruas. O movimento, como este espaço sempre defendeu, é de enorme utilidade para construir diálogo e propor mudanças.

Perde-se o senso, contudo, quando nessas ocasiões se brada por ritos sumários e violências que tais. Ou quando se finge atenuação ao abandonar a tese do impeachment em prol da da renúncia. Democracia se faz no entendimento, nas cessões de cada lado e no respeito.

Últimas de _legado_Opinião