Editorial: A lógica de otimizar os ônibus

Ficou para outubro a primeira etapa da racionalização dos itinerários, algo já prometido para esta época

Por O Dia

Rio - Uma cidade que cada vez mais aposta nos ônibus como solução para o transporte público — e que com êxito vem migrando para sistemas como BRS e BRT — não pode ainda conviver com a esquizofrenia de linhas. Como O DIA mostrou ontem, ficou para outubro a primeira etapa da racionalização dos itinerários, algo já prometido para esta época.

Dada a complexidade do projeto, talvez a primeira grande mudança no sistema em anos, é compreensível o adiamento. Só se espera que seja implantado na íntegra, sem ajustes ou concessões.

A despeito do providencial ganho de tempo com os corredores exclusivos, ainda se observam ‘paredões’ de ônibus nas principais avenidas. Muito da confusão no trânsito é alimentado pelo excesso de coletivos nas ruas.

A tranmsformação há de causar alguma estranheza com o sumiço de linhas e o encurtamento de outras, mas será um ganho inestimável para o carioca — que enfim poderá saber a que horas seu ônibus passará no ponto.

Últimas de _legado_Opinião