Leonardo Laureano: A Lapa além da boemia: conquista da sociedade

A Lapa vai além da boemia, da malandragem, do samba e da cerveja gelada

Por O Dia

Rio - Por muito tempo, o carioca assistiu ao processo de degradação de um dos bairros mais importantes do Rio, cuja cultura, música e arte se confundem com a própria história da cidade. A Lapa havia se tornado sinônimo de violência, prostituição, desordenamento urbano e abrigo para moradores de rua. O abandono deixou bares e restaurantes vazios, afastou turistas e entristeceu corações saudosos da velha boemia.

O início da revitalização da Lapa se deu pelos braços do samba. O ritmo se espalhou pelas ruas do Rio Antigo, como um presságio de mudança. Aos poucos, o comércio via o público retornar, e a efervescência cultural atraía cada vez mais estrangeiros. Mas, infelizmente, o renascimento da Lapa também atraiu a criminalidade. Casos de roubos e furtos assustavam moradores e frequentadores, o que colocava em risco as mudanças conquistadas.

Dessa forma, o governo do estado criou a Operação Lapa Presente, que começou a atuar há um ano e oito meses, assegurando as conquistas da revitalização. Neste mês, comemoramos a queda de mais de 90% nas ocorrências de roubos e furto, entre janeiro e junho, na comparação com o período de 2013, quando não existia a operação. Foram 52 furtos frente a 797, no mesmo período de 2013 — queda de 93%. Quanto a registros de roubo, foram 269 casos naquele ano, enquanto em 2015 foram apenas 13. A redução chega a 95%.

Vale ressaltar ainda o trabalho de acolhimento realizado todos os dias por nossos agentes. A operação acolheu mais de 17 mil pessoas, muitas delas reincidentes. A grande maioria (70%) é formada por homens adultos. No entanto, o que chama a atenção é a quantidade de menores direcionados aos abrigos desde janeiro de 2014: 4 mil meninos e meninas. É preciso dar aos jovens a oportunidade de ter na Lapa um local para cultura e diversão, e não de abrigo.

A Lapa vai além da boemia, da malandragem, do samba e da cerveja gelada. Hoje, a Lapa é polo cultural, gastronômico, musical, é ponto de encontro de gerações e de troca de experiências. A Operação Lapa Presente quer garantir que a segurança conquistada por moradores, frequentadores e comerciantes permaneça como uma conquista de toda a sociedade.

Leonardo Laureano é coordenador da Operação Lapa Presente

Últimas de _legado_Opinião