Mauro Silva: Por municípios mais fortes

É preciso implantar uma distribuição mais justa dos valores arrecadados pela União

Por O Dia

Rio - A atual situação econômica do país deixa clara a necessidade da adoção de um novo modelo para o fortalecimento dos municípios, com a desconcentração de receitas hoje em poder quase absoluto da União. É preciso implantar uma distribuição mais justa dos valores arrecadados, assegurando às prefeituras condições de oferecer, por exemplo, serviços de qualidade em áreas essenciais como Saúde e Educação.

Essa necessidade é ainda mais urgente para a região produtora de petróleo da Bacia de Campos, severamente punida com a queda acentuada no repasse de royalties nos últimos meses. O fortalecimento dos municípios tem sido defendido com veemência pelo PSDB nos últimos tempos. Em recente encontro da legenda, no Rio de Janeiro, o tema foi abordado como prioridade pelo presidente nacional do partido, senador Aécio Neves, diante de mais de 500 lideranças tucanas reunidas no auditório da Universidade Candido Mendes, no Centro.

Foi o primeiro encontro da legenda, organizado pelo novo presidente do diretório estadual do PSDB, deputado federal Otávio Leite, reunindo os pré-candidatos às eleições municipais do ano que vem. Aécio fez questão de se referir ao Rio como “caixa de ressonância” para os demais estados da Federação.

No pleito de 2012, o PSDB se manteve como o segundo maior partido municipal do país, atrás do PMDB, com 701 prefeitos eleitos e 5.146 vereadores empossados. O planejamento para a disputa do próximo ano já começou e inclui a aposta em um novo perfil de gestores públicos, compromissados com a criatividade, transparência e pela busca incessante do conhecimento.

Mesmo não sendo mais a capital federal, é inegável a importância do Estado do Rio de Janeiro no cenário político e econômico nacional, com peso relevante na formação de opinião e no fortalecimento de vertentes inovadoras de pensamento. Em meio a tantas dificuldades em todas as esferas, temos obrigação de contribuir na consolidação de uma nova forma de fazer política em nosso país.

Mauro Silva é jornalista e vereador de Campos

Últimas de _legado_Opinião