Leda Nagle: Educação é tudo

Educação é diferente de instrução. Ter educação não é privilégio dos ricos

Por O Dia

Rio - Educação é tudo na vida. Educação é diferente de instrução. Ter educação não é privilégio dos ricos. Nem quer dizer necessariamente que a pessoa é bem nascida ou bem sucedida na vida. Educação é muito mais do que isto. Educação é caráter, é delicadeza, é generosidade. E não deixa de ser amadurecimento. E passa mais pela delicadeza do que pelo conhecimento. Passa, com certeza pelos grandes gestos mas é nos pequenos gestos que a gente percebe a educação do outro. E é neles também que a gente tem certeza da falta de educação do outro. Dos outros. E da nossa própria.

Nestes tempos modernos em que vivemos, impera a falta total de educação e de senso crítico. E não estou falando da educação formal, que falta há séculos por aqui. Ela faz falta sim. Mas no dia a dia, o que mais grita, o que mais incomoda, o que mais irrita é a falta de educação diária. Como reverter isto? Educando. Simples assim.

Ninguém nasce sabendo mas todo mundo pode aprender. Ou pode reaprender. Ou pode mudar suas atitudes egoístas e infantis. O telefone tocou? Atenda. Mesmo que seja um cobrador. Ligou pro celular de alguém? Pergunte se ele ou ela pode falar antes de disparar sua história. O e-mail chegou? Responda.

Mesmo que seja para dizer não. O outro disse não? Respeite. Pare de insistir. O elevador chegou? Espere quem está dentro sair para depois você entrar. O sinal ficou amarelo? Pare. É para isto o sinal amarelo. É um alerta. Não é para acelerar e fechar o cruzamento. Existe uma fila? Entre nela e siga em frente, como todo civilizado faz. Não fure as filas. O sinal fechou? Não avance. O sinal abriu? Espere o carro que esta á sua frente andar , em vez de buzinar. Recebeu mensagem? Espere parar o carro para responder. Ou saia do meio do caminho dos outros para responder. Não piore o engarrafamento se distraindo respondendo suas mensagens e atrapalhando o fluxo. Isto vale para pedestres também.

Comeu o biscoito ou a barrinha ou seja lá o que for? Não jogue a embalagem no chão. Lugar de lixo é na lixeira. Fumou na rua? Procure um cinzeiro ou leve o seu próprio. Este lixo é seu, não é da cidade, da rua ou da prefeitura. Contratou um serviço? Pague por ele. O objeto é lindo mas não é seu? Não pegue. Marcou hora com um profissional de saúde ou de beleza? Compareça ou desmarque com antecedência. O outro não é obrigado a esperar você para sempre. Sabia que tem trânsito? Saia antes de casa. Atrasar não é educado nem chique. É falta de educação mesmo. Vai usar escada rolante? Ande à direita. Por quê? Porque a esquerda é de quem subir mais rápido.

Enfim, não basta usar roupa de grife, bolsa de milhares de reais ou tênis que custa mais do que um salário mínimo e sair por aí, fixado em si mesmo, sem notar que o outro existe e tem os mesmos direitos e deveres que você. Abandone este momento 'Gabriela' (eu nasci assim, eu cresci assim) todo mundo pode mudar para melhor. É só querer. Ou “se tocar”.

E-mail: comcerteza@odia.com.br

Últimas de _legado_Opinião