Por felipe.martins

Rio - Causou grande repercussão reportagem nesta segunda-feira no DIA sobre nova modalidade no golpe do falso boleto. Agora, fraudadores enviam faturas adulteradas em envelopes lacrados, com o timbre dos bancos. Até então se tinha notícia de falsificações em códigos de barras que chegavam pela internet.

A polícia reitera a necessidade de prestar queixa a cada tentativa de golpe; do contrário, torna-se difícil rastrear os estelionatários. Ainda que supostos prejuízos de quem cai na armadilha sejam cobertos, é vital dar todas as informações possíveis às autoridades.

Mas é preocupante o nível de sofisticação das quadrilhas, que parecem ter se infiltrado nos próprios bancos ou, em outra hipótese, em empresas de envio de faturas ou mesmo os Correios.

Golpes se valem de vulnerabilidades e de desatenção. Contra estas, cabem os alertas, como o do DIA. Mas é pouco. Enquanto houver brechas, existirão malfeitores que as explorarão para ficar ricos às custas do cidadão.

Você pode gostar