Editorial: Detran é o espelho do Rio falido?

Entende-se que a situação é séria, mas a sensação de desmantelamento reforça a histórica imagem de que o contribuinte paga por serviços e não vê nenhum retorno

Por O Dia

Rio - Proprietários de veículos relatam ainda encontrar dificuldades nos postos do Detran para a vistoria anual. Como O DIA vem mostrando na última semana, o governo do estado e os terceirizados do departamento mantêm impasse. O primeiro garante ter pago o que é devido; a outra ponta reclama de atrasos e parcelamentos, diante dos quais se optou pela ‘greve’ nas unidades. No meio, motoristas, impossibilitados de arcar com suas obrigações.

Ironicamente, a vistoria está ligada a outro indicativo da falência que ameaça os cofres do estado. Para fazer caixa, aumentaram-se as alíquotas do IPVA, registrando-se majorações de até 40% no valor a ser pago. Conta que muitos motoristas não viram com bons olhos.

Entende-se que a situação é séria, mas a sensação de desmantelamento reforça a histórica imagem de que o contribuinte paga por serviços e não vê nenhum retorno. Neste caso específico, a correspondência — ou a falta dela — é mais gritante, chegando ao limite do kafkiano. Que se chegue a um acordo.

Últimas de _legado_Opinião