Jaguar: O homem da pedra

Num bar em Copacabana, Célia e eu conhecemos o maior escultor vivo: Lorenzo Vignoli, nascido nas montanhas pedregosas da Toscana

Por O Dia

Rio - Num bar em Copacabana, Célia e eu conhecemos o maior escultor vivo: Lorenzo Vignoli, nascido nas montanhas pedregosas da Toscana. Mais precisamente em Montalcino, onde se produz o Brunello di Montalcino, o vinho predileto do Chico Buarque. Ele se apaixonou por uma amiga nossa que passeava na Toscana e veio para cá atrás dela. É completamente desconhecido no Brasil, embora, pelo catálogo de suas obras, ouso dizer que é uma fusão de Michelangelo e Rodin. Passo a palavra para Lorenzo: “Eu nasci nos vales dos Alpes Apuanos.

Num bar em Copacabana%2C Célia e eu conhecemos o maior escultor vivo%3A Lorenzo Vignoli%2C nascido nas montanhas pedregosas da ToscanaDivulgação

Desde pequeno aprendi a interiorizar o valor dessas montanhas, através do respeito de meu pai e da sensibilidade de minha mãe. Agora, depois de alguns anos de estudos e pesquisa, que me levaram a peregrinar de experiência em experiência, de cidade em cidade, começo a compreender e redescobrir quanto tudo isso faz sentido para mim.

É, portanto, a forma do mármore que eu escolhi, agora, como experiência criativa, como um meio para acompanhar a minha realidade. Como as raízes de uma árvore, a escultura nasce da terra. Isso me faz transferir atenção, me força a olhar abaixo da superfície, em profundidade, sob camadas de fósseis e húmus que compõem a superfície.” 

Últimas de _legado_Opinião