Editorial: País precisa evitar colapso de direitos

Observações fotografam um país mais preocupado em enjeitar do que corrigir

Por O Dia

Rio - Relatório sobre direitos humanos da ONG Human Rights Watch divulgado esta semana criticou o retrocesso em prerrogativas básicas no Brasil. E o viés infelizmente é de agravamento do quadro, a julgar pelo Congresso conservador que aprova o que quer na base da chantagem e do fisiologismo.

O parecer HRW levanta nove pontos em que o país destoa. Aqui vamos nos ater a três deles. O primeiro é o aumento de 40% na letalidade policial em um ano, os tais ‘autos de resistência’.

O segundo item diz respeito aos direitos de crianças e de adolescentes, com a tramitação encaminhada da redução da maioridade penal.

O último ponto versa sobre o sistema prisional e sua histórica superlotação, a despeito do avanço com as audiências de custódia.

Em comum, as três observações fotografam um país mais preocupado em enjeitar do que corrigir. Não é uma questão só de direitos, mas, sim, de também lutar para evitar um colapso.

Últimas de _legado_Opinião