Jaguar: Pessoa, comerciante e cartunista

'O Brasil é bem maior que vocês imaginam'. Meditem sobre a frase desse poeta maior

Por O Dia

Rio - Fernando Antonio Nogueira Pessoa e seus muitos heterônimos eram todos poetas geniais. Mas também existiram mais dois Fernandos Pessoas: o comerciante e o desenhista de humor, ambos medíocres. O comerciante quebrou, e o único desenho que conheço dele até um deputado do PP faria melhor. Já o balum (texto do cartum) é humor puro: a mãe repreendendo a filha pela onomatopeia “sniff-sniff”.

Cartum de Fernando PessoaReprodução

E agora, escribas, babem de inveja do estilo; vou transcrever trechos de um livro surpreendente, pelo menos para mim: ‘A essência do Comércio’, editada pela Babel: “A actividade social chamada comércio, por malvista que esteja hoje pelos teoristas das sociedades impossíveis, é contudo um dos dois característicos distintivos das sociedades chamadas civilizadas. O outro característico distintivo é o que se denomina cultura. Entre o comércio e a cultura houve sempre uma relação íntima, ainda não bem explicada, mas observada por muitos.

É, com efeito, notável que as sociedades que mais proeminentemente se destacaram na criação de valores culturais (Atenas e Florença) são as que mais proeminentemente se destacaram no exercício assíduo do comércio.” Outro trecho: “A maioria dos comerciantes cota um preço, porque este preço lhe dará certo lucro, e não olha a mais. Porque vive só no presente, e se tem casa comercial sem amanhã.”

Como comerciante, não seguiu os próprios conselhos e foi à falência.Também foi profético. Para os que acham que o Brasil chegou ao fundo do poço com essa briga de quadrilhas no Planalto, escolhi uma frase dele que pode nos servir de consolo: “O Brasil é bem maior que vocês imaginam.” Meditem sobre a frase desse poeta maior. Tomara que tenha acertado: confio mais nos poetas que nos profetas.


Últimas de _legado_Opinião