Roberto Leverone: Para reaquecer a economia da Baixada

Vamos conectar micro e pequenos empresários a empresas âncoras no 11º Encontro de Negócios do Grande Rio

Por O Dia

Rio - Para começar a falar da economia da Baixada e das oportunidades que ela oferece para nós, empresários, destaco sua importante base logística, como a BR-040 e o Arco Metropolitano, que cortam áreas industriais consolidadas e potenciais. A facilidade de acesso aos portos do Rio e de Itaguaí e ao Aeroporto Internacional, além de grandes vazios urbanos nas margens, conferem à região grande potencial de atração de novos empreendimentos. A Baixada, que tem forte perfil industrial, é berço de mais de 34 mil empresas.

Mesmo com a crise econômica, as características daqui nos faz enxergar luz no fim do túnel. É preciso deixar o pessimismo de lado e arregaçar as mangas, falar de oportunidades e pensar em saídas estratégicas. A Baixada conta com mais de 3,8 milhões de habitantes: um grande mercado consumidor e contingente de mão de obra.

A base econômica dessa região é o refino de petróleo, operado na Refinaria de Duque de Caxias. Com logística privilegiada, a Reduc é responsável por 80% da produção de lubrificantes e pelo maior processamento de gás natural do Brasil, impulsionando o nascimento de forte polo industrial ao seu redor. É como um ímã a atrair negócios e consolidar uma cadeia de fornecedores.

Para que tiremos proveito o máximo do que a Baixada tem a oferecer, nós, empresários da Firjan, elencamos sugestões para tornar o ambiente de negócios mais atraente no estado como um todo e na Baixada em particular. São ações reunidas no Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio 2016-2025, lançado em maio. E que terá edição voltada para a Baixada. Ali reforçamos a necessidade de conclusão do Arco Metropolitano — com a duplicação do trecho entre Magé e Itaboraí —, de construção das conexões da Via Light com a BR-116 em Queimados (próximo ao Distrito Industrial), com a Avenida Brasil e com a Linha Vermelha.

Apontamos caminhos e não ficamos parados. Acreditamos na Baixada, vamos conectar micro e pequenos empresários a empresas âncoras no 11º Encontro de Negócios do Grande Rio, realizado hoje em Caxias, pela Firjan. Sim, existe saída. A Firjan e seus empresários estão fazendo sua parte, estimulando negócios e buscando alternativas para reaquecer a economia.

Roberto Leverone é pres. repres. Regional Firjan/Cirj Baixada

Últimas de _legado_Opinião