Por pierre

O debate de ideias precisa ter conteúdo claro para nossa sociedade. Nos últimos meses, uma proposta sensível aos anseios de nosso povo tem sido encampada pelo PCdoB para o Rio de Janeiro baseado na tarifa social zero, nomeada por nós de Passe Livre Social. Com um estudo detalhado de especialistas da Coppe/UFRJ, o objetivo é garantir a gratuidade no ônibus para estudantes da rede pública nos três níveis de ensino e beneficiários do Fies, Prouni e cotistas, além de trabalhadores informais, beneficiárias do Bolsa Família e desempregados.

O objetivo é simples e mira um contraste social que se destaca nos principais centros urbanos do Brasil: a não possibilidade de ir e vir, ao contrário do que determina nossa Constituição. A medida atingiria 800 mil viagens por dia e poderia romper o engessamento econômico que o custo da passagem no transporte público impõe hoje aos cariocas. Aliás, um valor de passagem que nunca fora explicado ou auditado de forma eficaz pelas instituições competentes.

É mais do que urgente abrir as planilhas das empresas de ônibus e enfrentar a mercantilização dos serviços de transporte. Com aumentos abusivos e complacência absoluta da atual prefeitura, os empresários do setor isolaram ao longo dos anos parcela enorme de nosso povo através do encarecimento da passagem quase sempre acima da inflação.

Com valor de R$ 970 milhões ao ano, a medida pode ser implementada sem mexer no bolso do carioca, que já sofre com vários impostos e péssimos serviços. Há recursos para tal — basta garantir uma política que ouse olhar para os mais pobres.

É preciso chamar a atenção para a falta de investimento no setor pelos empresários. Nos últimos 20 anos, a inflação acumulada é de 400%, mas a correção da tarifa no Rio foi de 1000%, sendo que boa parte da diferença foi apropriada pelo setor.

É hora do debate de ideias, sim, mas também de realizar o que pensa. É preciso conteúdo para debater o futuro, mas interessa à sociedade a capacidade de torná-lo real.

Jandira Feghali é líder da Oposição na Câmara dos Deputados

Você pode gostar