Por thiago.antunes

Rio - Imagens relacionadas ao Papa Francisco e à Jornada Mundial da Juventude, que acontece em julho no Rio, deram o tom de atualidade aos tradicionais tapetes de sal do Feriado de Corpus Christi.

A Avenida Chile, no Centro do Rio, foi um dos locais mais procurados para quem quis conferir a arte dos painéis multicoloridos no chão.

Estendido na Avenida Chile%2C no Centro%2C o tradicional tapete de salJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

O estampador José Carlos Floriano, de 42 anos, esteve na Avenida Chile com a filha Isabela, de 6 anos. “Com tanta coisa ruim acontecendo, é surpreendente ver uma mobilização dos jovens pela fé. Minha filha ficou maravilhada e perguntou o que era isso. Respondi que eram jovens se doando pelo amor ao próximo.”

Missão

Um destes jovens era Monique de Almeida, de 25 anos. Ela trabalhou das cinco da manhã ao meio-dia na confecção dos painéis. “Este ano, por causa da Jornada, tentamos mostrar que a cidade tem uma missão especial.”

Dom Orani%3A ‘Papa está animado’José Pedro Monteiro / Agência O Dia

O arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, celebrou uma missa, às 10h, na Igreja de Santana, no Centro. “Ao enfeitarem as ruas em diversos locais da cidade e do estado, os jovens mostraram que desejam ter suas vidas enfeitadas pela graça de Deus, e por meio de uma comunhão com a sociedade”, disse.

Dom Orani ressaltou a importância de diversos setores para a vinda do Papa. “Conto com o carioca para que os estrangeiros e peregrinos se sintam acolhidos nesta cidade, que tem como símbolo o Cristo de braços abertos. É um evento que a Igreja separou em seu calendário, que será inesquecível”, apostou o arcebispo do Rio de Janeiro.

“Já falei com o Papa Francisco sobre a animação dos jovens brasileiros em recebê-lo e, pelo que escutei dele, o Vaticano também está tão animado quanto nós por celebrar a Jornada em nosso país”, comemorou Dom Orani.

Em São Gonçalo, 1,5 km de devoção

Em São Gonçalo foi montado o maior tapete da América Latina. De acordo com a prefeitura, foram feitas cerca de 240 pinturas diferentes, distribuídas por 1,5 quilômetro de extensão. Foram utilizados 50 toneladas de sal, 200 sacos de 100 litros de serragem, borra de café, pedrarias e tinta corante.

Em Niterói, a Avenida Amaral Peixoto, uma das principais da cidade, também foi tomada pelos tapetes. Às 15h, um show gospel marcou a chegada dos símbolos da Jornada. “Os jovens estão comandando o feriado. Isso nos dá esperança de dias melhores no futuro”, disse Rodrigo Zebende, de 51 anos.

PM terá UPPs temporárias para o evento

A Polícia Militar do Rio vai ocupar ao menos quatro comunidades dominadas pelo tráfico, na Zona Oeste, durante a Jornada Mundial da Juventude. Serão tomadas as favelas de Antares, do Rola, do Cesarão e do Aço, todas em Santa Cruz.

Serão Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) temporárias, que vão permanecer nestes locais entre dez dias a duas semanas. As quatro comunidades ficam na região que receberá grande número de eventos da Jornada, entre eles dois Atos Centrais, com a presença do Papa Francisco, em Guaratiba.

No fim de abril, a PM ocupou o Cerro-Corá, que fica a quatro quilômetros da residência oficial do arcebispo do Rio, que hospedará o Papa. Nesse local, será implantada uma UPP na próxima segunda-feira.

Você pode gostar