Por thiago.antunes
Rio -  Palco de disputa entre a UPP, que queria construir sua sede no local, e moradores, a quadra do Alto, no Vidigal, ganhou um projeto de ginásio multiuso dos arquitetos Carlin Lopes, de Cabo Verde, e Carlos Augusto Graciano, o Guto, do escritório Cabo Rio, que tem ainda como sócia a estudante de design norueguesa Tanja Olsen.
A ideia surgiu a partir de conversas com o presidente da Associação de Moradores, Marcelo da Silva, eleito há 11 meses após longo período sem eleições.
Arquitetos criam projeto de ginásio multiuso para quadra no VidigalUanderson Fernandes / Agência O Dia

“A gente se preocupou em dar algo à comunidade”, comenta Guto. Os dois estão no último período da faculdade de Arquitetura, enquanto a ‘gringa’ ainda está no 1º período. “Além da quadra multiúso, o projeto tem salas para cursos profissionalizantes, teatro, café, foyer, mirante e um telhado verde. Vamos coletar água para reúso”, diz Carlin.

Publicidade
Detalhe: a sede do escritório será na favela. “É aqui que está o verdadeiro Brasil”, avalia Tanja, apaixonada pelo modo de vida na comunidade em que mora.
Associação diz que 'invasão' ignora morador
Publicidade
Presidente da Associação dos Moradores, Marcelo da Silva está exultante com o projeto para a quadra. “Estamos vivendo uma invasão aqui. As pessoas chegam, fazem seus negócios e não deixam legado. Com a quadra o morador é valorizado”, explica.

Segundo ele, a Light já manifestou interesse no projeto, que tem seis andares, está orçado em R$ 4 milhões e terá tratamento acústico para shows. “As pessoas precisam de uma área de lazer coberta”.

Após UPP, hostel vai libertar o 'Arvrão'
Publicidade
Point de festas memoráveis, o Arvrão, no alto do Vidigal, será ‘libertado’. Proprietário do Hostel Alto Vidigal, o austríaco Andreas Wielend vai destruir o banheiro que, segundo ele, foi erguido pelo tráfico e aprisionou a árvore. “Agora posso fazer isso”, festejou.
Da favela ao circo
Publicidade
Quinze alunos que vieram de comunidades estão no elenco do espetáculo ‘Unicirco Rock Show’, de Marcos Frota e Jorge Fernando, em cartaz na Quinta. O núcleo mais forte vem da Favela do Aço, em Santa Cruz.
'Oui', Santa Marta
Publicidade
Os guias do Santa Marta ganharam outra opção para receber os turistas. A francesa Dominique Mathieu conheceu a favela para entender a realidade local antes das aulas de Francês. O curso é da NBS Rio+Rio.
Lugar de criança é no museu, cinema, teatro...
Publicidade
A Secretaria de Cultura do Rio informa: até 2016, todos os 800 mil alunos do Ensino Fundamental da prefeitura terão ido a um museu, teatro, cinema ou planetário. A promessa é do secretário Sérgio Sá Leitão, que empunhou a bandeira da democratização do acesso à cultura.
No cargo desde janeiro, o secretário quer a pasta a serviço da inclusão, ciente de que a maioria dos alunos da rede mora em comunidades. “A escola é o caminho para as crianças desenvolverem o hábito de ir ao museu. Este ano, já levamos 60 mil”.
Publicidade
Biblioteca no Borel
A Biblioteca do Conhecimento, no Borel, voltará a funcionar em 15 dias. A promessa é da Firjan, que construiu e administra o espaço, fechado desde janeiro, após ser inundado pelas chuvas. Lá, as crianças travam o primeiro contato com computadores, entre outras coisas. A troca de tubulação e pintura começaram dia 15.
Publicidade
Made in 'Firjan'
E por falar em Firjan, a entidade avisa: até o meio do ano, vai ampliar a oferta de cursos de idiomas nas comunidades pacificadas das atuais 215 para 450 vagas. “A demanda é maior para as aulas de Inglês”, revela Cláudia Canto, responsável pelo projeto Sesi Cidadania, que também oferece curso de Espanhol.
Publicidade
Alemão
ONGs do Alemão apresentam três eventos hoje, em três estações do teleférico: Futuro em Movimento (Bonsucesso); Ballet do Adeus (Adeus) e MPB com Vinícius Supershock (Palmeiras).
Publicidade
Flupp Pensa
O Cantagalo recebe, sábado que vem, a 3ª edição do Flupp Pensa, que vai selecionar 41 escritores em 20 favelas.
Publicidade
Anchieta 
O projeto ‘Leitura na Praça’ tem nova versão hoje, das 9h às 12h, na Praça Granito.
Publicidade
Xerém
O projeto SINAL do Vale replanta mudas de árvores próximas à comunidade de Santo Antônio da Serra, em Xerém, no Dia Mundial do Meio Ambiente, quarta-feira.
Publicidade
Publicidade
Publicidade