Por bferreira

Rio - Desorganização era a palavra mais ouvida ontem no Colégio Estadual Vicente Jannuzzi, na Barra da Tijuca. Realocados do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet), na Tijuca, por conta do jogo oficial de abertura do Maracanã, candidatos ao concurso público para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) enfrentaram um atraso de mais de quatro horas na aplicação do exame. Depois de muita discussão com a empresa organizadora Cetro, ainda denunciaram violação das provas. O concurso, com 125 mil inscritos em todo o Brasil, também teve problemas com as provas em Brasília, Alagoas e Bahia.

“Na quarta-feira, recebemos um e-mail e uma mensagem SMS avisando que o local do exame havia mudado. Mas muita gente alegou que não foi informada. Por isso, tivemos que esperar um ônibus da Cetro com candidatos desavisados que estavam no CEFET”, explicou Felipe Pinheiro, que desistiu do concurso.

Após a chegada do veículo, outro problema foi constatado. O malote com os exames haviam sido enviados para o local errado. Revoltados com o atraso, os candidatos não obtiveram resposta da comissão organizadora, que contou com a a ajuda de oito policiais para manter a escola fechada, imune à entrada da imprensa.

“Não tivemos nenhum posicionamento. O tempo de prova já estava sendo contado a nível nacional, e ninguém nos informava nada. Descemos para o pátio e vimos as provas chegando de táxi, num pacote aberto”, disse a bióloga Isabel Martins, que encabeçou um registro de ocorrência na 16º DP (Barra da Tijuca), com mais de 30 pessoas.

Interrogada sobre as falhas, a Cetro alegou que houve apenas um atraso e que “os exames foram aplicados normalmente após a confusão”. A empresa não se pronunciou sobre a denúncia de violação. Os poucos candidatos restantes precisaram concluir o primeiro turno da prova em duas horas — três a menos que o normal. Em nota, a Anvisa informou que “avaliará a natureza das ocorrências, e adotará todas as medidas para preservar a lisura do concurso e o direito de todos os participantes”.

Você pode gostar