Informe do DIA: Dilma e as tarifas

Presidente aconselhou Haddad a reduzir preço das passagens de ônibus

Por O Dia

Rio - Dilma Rousseff teve atuação importante na redução da passagem de ônibus em São Paulo, decisão que colaborou para Eduardo Paes tomar a mesma atitude no Rio.

Na terça, em conversa de duas horas com o prefeito paulistano, Fernando Haddad (PT), a presidenta disse que o governo dele acabaria se o aumento da tarifa não fosse cancelado. Pouco antes, ela discutira o assunto com o ex-presidente Lula.

Desde o agravamento da crise, Dilma tem conversado diariamente com governadores dos principais estados, entre eles, Sérgio Cabral.

Esperança

O Palácio do Planalto prevê que os protestos diminuirão com a redução das tarifas. Aposta que a ausência de uma pauta de reivindicações vai colaborar para o esvaziamento das ruas. “Devolvemos a bola, que agora está com eles”, diz um integrante do governo.

Briga petista

A crise aproximou Haddad do governador paulista, Geraldo Alckimin (PSDB), e o afastou da petista Gleisi Hoffmann, ministra da Casa Civil. O prefeito ficou uma fera quando ela disse, terça, que as tarifas já poderiam ser mais baixas.

Últimas de Rio De Janeiro