Processo para alterar motorista infrator será mais ágil no Detran

Ideia é evitar pontos na CNH de quem não havia cometido infração

Por O Dia

Rio - Mais rapidez, menos burocracia. A fim de evitar que sejam computados pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motorista que não havia cometido a infração que lhe foi atribuída, o Detran disponibilizou o serviço de troca do real infrator para qualquer uma das 28 Ciretrans (Circunscrições Regionais de Trânsito) do estado.

De acordo com o órgão, o processo para esse tipo de procedimento está sendo resolvido diretamente na mesma unidade onde o serviço foi requerido.

Antes, a documentação era enviada ao edifício-sede do Detran, para ser analisada, e, só depois, devolvida à repartição que a havia remetido.

A designação do real infrator é realizada quando o responsável pelo veículo recebe a notificação de multa, mas, na hora da infração, quem dirigia o carro era outro motorista.

Para requerer a troca, o proprietário do veículo precisa apresentar os seguintes documentos: cópia da identidade, do CPF e da CNH e comprovante de residência do real infrator, além da notificação de autuação original ou do formulário de troca de real infrator, que pode ser obtido no site www.detran.rj.gov.br.

No caso de pessoa jurídica, uma cópia do CNPJ deverá ser apresentada, junto com a cópia da identidade do sócio ou representante que solicita o serviço e cópia de documentos constitutivos da empresa. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, o proprietário tem prazo de 15 dias, a contar da data da notificação, para dar entrada no formulário.

Últimas de Rio De Janeiro