Por tamyres.matos

Rio - Em meio ao caos nas principais cidades brasileiras, o PT descobriu um outro motivo de preocupação. A ex-senadora Marina Silva anda se articulando com outros dois prováveis candidatos à Presidência, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

As conversas entre Aécio e Campos já eram conhecidas. O que surpreendeu o Palácio do Planalto foi a adesão de Marina enquanto as ruas estavam lotadas de manifestantes. A união é explicável pela necessidade de as oposições somarem votos suficientes para provocar um segundo turno.

Você pode gostar