Informe do Dia: Lucro e despesas

Segundo a Fetranspor, desde 2010, quando o Bilhete Único foi implantado, crescimento no número de passageiros tem sido de 4,4% ao ano

Por O Dia

Rio - O Bilhete Único Intermunicipal tem sido muito bom para os empresários do setor. Ao atrair mais passageiros, o sistema aumentou os lucros de concessionários de transporte público e, também, as despesas do estado.

Segundo a Fetranspor, desde 2010, quando o Bilhete Único foi implantado, o crescimento no número de passageiros tem sido de 4,4% ao ano. Cabe ao governo subsidiar integralmente a diferença entre o BU e o valor total das passagens utilizadas por cada pessoa. Ou seja, o sucesso do sistema acaba pesando nos cofres públicos.

Sem compensação

A lei que criou o BU não estabeleceu um mecanismo que mantivesse os lucros dos empresários no patamar anterior à instituição do sistema. Isso impediria o aumento das despesas do estado que, em 2012, gastou cerca de R$ 336 milhões com o subsídio.

Põe na conta

Por falar nisso: caberá ao governo do estado bancar a gratuidade dos torcedores que, na Copa das Confederações, usam trens e metrô para ir ao Maracanã e voltar para casa. O valor da subvenção só será conhecido após o término da competição.

Últimas de Rio De Janeiro