Justiça decreta prisão preventiva de acusados de depredar concessionária

Nove homens foram capturados em flagrante após saques e vandalismo durante manifestação na Barra da Tijuca

Por O Dia

Rio - A Justiça decretou a prisão preventiva dos nove homens presos em flagrante, na noite de sexta-feira, por participação nos saques e depredações em uma concessionária de carros na Avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, durante uma manifestação pela melhoria dos serviços no transporte público.

O delegado titular da 32ª DP (Taquara), Antônio Ricardo, entrou com o pedido, alegando que a prisão preventiva era fundamental para garantir a ordem pública, já que o objetivo do grupo não era manifestar, mas promover furtos e vandalismo.

Em depoimento na delegacia, alguns presos confessaram que a intenção deles era promover quebra-quebra e furtos enquanto ocorria a passeata. 

Menores são transferidos para a DPCAOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Aleksandro Xavier da Conceição, de 26 anos, Alex Rosa da Conceição, 18, Matheus Teixeira de Aguiar, 18, Francisco de Assis Lemos da Silva, 19,Alexander Menezes de Carvalho, 19, Yuri de Melo Mota, 20, Romário da Silva dos Santos, 19, Jeferson Nilson Barbosa de Souza, 25 e William Costa Sobral, de 21, foram indiciados e vão responder pelos crimes de formação de quadrilha, furto qualificado, dano ao patrimônio e corrupção de menores. Junto com o grupo também foram apreendidos cinco menores de idade.

O bando foi preso enquanto caminhava pela Avenida Abelardo Bueno. Segundo os agentes, Aleksandro da Conceição já tinha um mandado de prisão pendente por tráfico de drogas.

Últimas de Rio De Janeiro