Justiça decreta prisão preventiva de homem que carregou molotovs em manifestação

Segundo processo, acusado tinha antecedentes criminais e fugiu de prisão

Por O Dia

Rio - A Justiça converteu em prisão preventiva a prisão em flagrante de Rafael Braga Vieira, capturado na manifestação da última quinta-feira, no Centro do Rio, com dois coquetéis molotov. A conversão atendeu a um pedido do Ministério Público.

De acordo com o processo, Rafael já foi preso por dois roubos, ambos com condenação. Além disso, seu histórico penal mostrou que ele chegou a fugir da prisão, tendo sido recapturado.

A decisão ressaltou, ainda, que "a Constituição da República garante a todos os cidadãos o direito de reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local."

Últimas de Rio De Janeiro