Manifestantes seguem acampados próximo à casa de Sérgio Cabral

Policiais pediram ao grupo que deixe o local ainda nesta segunda, já que o ato estaria interferindo no trânsito

Por O Dia

Rio - Cerca de 20 manifestantes seguem acampados, nesta segunda-feira, na esquina da Avenida Delfim Moreira com a Rua Aristides Espíndola, no Leblon, na Zona Sul, próximo à casa do governador Sérgio Cabral. Policiais pediram ao grupo que deixe o local ainda nesta segunda, já que o ato estaria interferindo no trânsito. Os manifestantes estão desde a noite da última sexta no local. Eles queram ser recebidos pelo governador.

Manifestantes seguem acampados próximo ao apartamento de Sérgio CabralSeverino Silva / Agência O Dia

Neste domingo, a passeata que reuniu 4 mil em Copacabana terminou nas proximidades de Cabral. À noite, cerca de 300 pessoas se uniram ao grupo. Eles proferiram palavras de ordem contra a corrupção, o “possível superfaturamento das obras do Maracanã” e um “suposto envolvimento do governador com empresários”.

Durante o dia, a presença dos manifestantes chamou a atenção de curiosos e turistas. Entre as atividades, rodas de debates deram voz à quem passava pelo local e queria falar sobre o atual cenário político e social do Estado do Rio. Cada pessoa tinha três minutos para se manifestar.

Últimas de Rio De Janeiro