Fist defende jovem acusado de depredar Alerj

Membros defendem que material encontrado em casa de rapaz foi plantado pela polícia

Por O Dia

Rio - Membros da Frente Internacionalista dos Sem-Teto, defenderam nesta sexta-feira, durante uma coletiva, o estudante Arthur dos Anjos Nunes, de 21 anos, das acusações de depredar a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), após protesto do dia 17.

Segundo o advogado da Fist, André de Paula, o material apreendido na casa de Arthur, em Itaboraí, como símbolos do nazismo e do anarquismo, além de soco inglês, facas e marretas, foram plantados pela polícia.

Polícia recolheu armas brancas e cartazes na casa de suspeito de vandalizar AlerjDiego Reis / Divulgação

“Nas imagens aparece um homem negro quebrando os vidros da Igreja do Carmo, mas acusam o Arthur, que é branco. Plantaram provas na casa dele, que é membro da Fist e está escondido por receio e medo. Querem botar na conta de um punk”, desabafou.

Ainda segundo André de Paula, Arthur é Anarco/Punk, que são inimigos históricos dos Neo Nazistas.

Últimas de Rio De Janeiro