Em saída de batalhão, PMs do Choque jogam bomba de efeito moral em rua

Comboio de, pelo menos, 15 carros foi em direção à Tijuca

Por O Dia

Rio - Com gritos de guerra, policiais militares do Batalhão de Choque (BPChq) saíram da sede na Rua Salvador de Sá, no Centro do Rio em, pelo menos, 15 carros na manhã deste domingo. Uma bomba de efeito moral foi jogada na rua, qualquer justificativa.

O comboio segue para a Praça Saens Peña e para o Maracanã, onde manifestantes se concentram para dois protestos. O primeiro seguirá em direção à Praça Afonso Pena e o segundo para o Maracanã, onde acontecerá a final da Copa das Confederações

OAB convidada pela PM para acompanhar passeatas

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) foi convidada pelo comando da Polícia Militar a acompanhar as ações de policiais do Batalhão de Choque (BPChq) durante a manifestações do Fórum de Luta contra o Aumento das Passagens no Maranã neste domingo, durante a final da Copa das Confederações.

A Ordem informou que vai atuar em sistema de plantão com advogados voluntários fiscalizando as ações das forças de segurança e garantindo o direito dos ativistas. Duas comissões, a de Direitos Humanos e Segurança Pública, vão acompanhar a passeata.

Veja as ruas que ficarão interditadas no entorno do MaracanãArte%3A O Dia

Trajeto divulgado

Representantes do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas do Rio divulgaram nesta sexta-feira o roteiro do protesto e garantiram que farão de tudo para o movimento ser pacífico. Seis mil PMs ficarão no interior do estádio e no entorno, além de 100 viaturas.

Delegacia móvel da Polícia Civil funcionará, a partir das 14h, na Rua Visconde de Itamaraty, próximo ao estádio. Haverá reforço de 470 homens, em 15 delegacias. Além disso, 35 delegacias especializadas, 77 viaturas, dois helicópteros e oito cães estão mobilizados.

A Força Nacional deve ajudar. O Batalhão de Choque usará policiais de moto e um carro de comando e controle, que capta e envia imagens do evento para a cúpula da segurança.

Últimas de Rio De Janeiro