Gringo sobe morro para sambar

Turistas vão a albergue no alto do Chapéu Mangueira para ter ‘aulas de brasilidade’

Por O Dia

Rio - Eles são gringos e estão de férias no Brasil, mas não estão aqui ‘a passeio’. Querem aprender a se divertir e viver como brasileiros legítimos. Para isso, alguns grupos sobem o morro do Chapéu Mangueira, no Leme, para aprender a tocar e dançar ritmos brasileiros com sambistas da comunidade, fazer caipirinha e comer uma típica feijoada, feita por quem mais entende do assunto. Tudo isso, com o atrativo da deslumbrante vista da praia de Copacabana.

“Durante a nossa estadia, queremos nos divertir como brasileiros de verdade. Não como estrangeiros”, reforça a jovem Myrian Doumolin, de 16 anos, integrante de um grupo de 20 estudantes canadenses que vieram ao Rio interessados em ter ‘aulas de brasilidade’.

No Hostel Favela Inn%2C sambistas da comunidade dão aulas a gringosDaniel Ferrentini / Agência O Dia

Mestre de bateria e passista nascido na comunidade, Márcio Percussão tenta explicar o sucesso dos eventos oferecidos pelo Hostel Favela Inn, no alto do morro: “A origem do samba, do funk e da feijoada estão nos morros. É natural que eles queiram conhecer o berço dessas expressões”, justifica.

A pouca habilidade demonstrada na ponta dos pés é vista com bom humor pelo ritmista. “O que eles querem mesmo é sentir a energia das batidas e ‘sacudir o esqueleto’. Por alguns instantes, se sentem brasileiros”, acredita.

A visita à comunidade pacificada é considerada um chamariz. “O passeio guiado pelo morro os fascina. Serve para desmistificar a imagem de local violento”, acrescenta a dona do empreendimento, Christiane Ribeiro. Segundo ela, após a UPP, a procura de agências internacionais por eventos do tipo no local aumentou em cinco vezes.

Fascinados pelo cotidiano e pela cultura tupiniquim, são muitos os estrangeiros que, ao voltar ao Brasil, optam por se hospedar no local. Caminho que deve ser seguido pela jovem Sandrine Dergers. “Aqui, conheci o povo caloroso do qual o mundo fala”, elogiou.

Últimas de Rio De Janeiro