Após morte de jovem, PMs de UPP usam balas de borracha em tumulto na Mangueira

Segundo a corporação, policiais tentaram preservar o local para facilitar trabalho da perícia quando foram atacados

Por O Dia

Rio - Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Mangueira entraram em confronto com moradores da comunidade na Rua Visconde de Niterói, na noite desta terça-feira, após a morte de uma adolescente de 13 anos. Uma pessoas foi detida.

Segundo a assessoria de imprensa das UPPs, Jennifer Ferreira morreu após cair do terceiro andar de prédio abandonado do IBGE, ao lado da entrada da favela, e que foi invadido por várias famílias.

Os policiais tentaram preservar o local para facilitar o trabalho da perícia. Segundo a UPP, um "grupo de pessoas com ânimos exaltados" começou a atirar paus e pedras contra as equipes e veículos da PM. Para dispersar a multidão, os policiais usaram balas de borracha.

O tumulto foi contido, a perícia foi realizada pela Polícia Civil e o corpo foi removido para o IML, onde permanecia até o início da manhã desta quarta-feira. O caso será investigado pela 17ª DP (São Cristóvão).

Últimas de Rio De Janeiro