Por bianca.lobianco

Rio - O coordenador do AfroReggae, José Júnior, está reunido, neste momento, com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, para falar sobre as ameaças feitas por traficantes da localidade à sede da ONG do grupo cultural, no Complexo do Alemão, na Zona Norte.

Por volta das 14h, José Júnior também irá se reunir com o delegado Márcio Mendonça, titular da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), na especializada. O delegado instaurou investigação para apurar as denúncias de ameaça contra o AfroReggae, na comunidade. 

Segundo o coordenador da ONG, José Júnior, no sábado,  o grupo foi expulso do conjunto de favelas por ordem do tráfico. A determinação para que deixassem a região foi dada na quinta-feira por traficantes.

A informação foi divulgada pela revista ‘Veja’ e Júnior falou, em entrevista coletiva, que o recado chegou por meio de um líder comunitário.

Você pode gostar