Por tamyres.matos

Rio - Após quase três horas de sofrimento, o operário Jean Costa do Nascimento, de 30 anos, foi retirado debaixo de toneladas de concreto resultantes do desabamento de quatro lajes de um prédio na Rua da Glória, na Zona Sul da cidade, nesta quinta-feira. Jean sofreu fraturas nas pernas e fortes pancadas na região do abdômen mas, de acordo com oficiais do Corpo de Bombeiros que participaram do resgate, ele não correr risco de morrer.

Isaque Geraldo Sobrinho, de 54 anos, também foi atingido durante o incidente no Edifício Londrina, mas sofreu apenas escoriações leves. Ambos foram levados para atendimento no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio.

Jean foi retirado dos escombros após um longo trabalho de resgateJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

De acordo com subsecretário de Defesa Civil Municipal, coronel Marcio Motta, durante uma vistoria na semana passada, após a queda de uma viga na calçada, não foi constatado nenhum risco estrutural neste mesmo imóvel. No entanto, após este novo incidente, a obra pode ser interditada.

Nas placas exibidas no local da obra, as empresas citadas são a Demolidora Diez e Soloteste Engenharia. As organizações serão procuradas pela Polícia Civil e um inquérito vai ser instaurado na 9ª DP (Catete).

Uma faixa da Rua da Glória foi interditada e, de acordo com o Centro de Operações, o trânsito segue lento na via. Equipes do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Defesa Civil, da Polícia Militar e da Guarda Municipal atuam no local do desabamento. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) também acompanharam o trabalho de resgate e começar a investigação das causas do incidente.

Você pode gostar