Manifestantes desocupam Câmara dos Vereadores de Niterói

Grupo reivindica estatização do transporte público e melhores condições nos serviços prestados pela concessionária CCR

Por O Dia

Rio - Pelo menos 60 manifestantes que permaneciam acampados na Câmara dos Vereadores de Niterói, no Centro da cidade, desde as 22h de quinta-feira, deixaram o plenario da Casa na noite desta sexta, por volta de 20 horas. O grupo reivindica estatização do transporte público, melhores condições nos serviços prestados pela concessionária CCR - que administra as barcas e a Ponte Rio-Niterói, agilidade para a construção da Linha 3 do Metrô e a derrubada do projeto de revitalização do Centro, além de pedir a saída do governador Sérgio Cabral.

Os ativistas - estudantes e militantes de partidos políticos -, deixaram a Câmara de Vereadores pacificamente, com cartazes, colchões e comida. Vereadores tentaram negociar a saída do grupo, enquanto os manifestantes tentavam convencê-los a assinar um manifesto de apoio ao movimento. Oito vereadores que estavam no local na hora da invasão assinaram o documento. Os outros 13 vereadores da cidade faltaram à sessão. Não houve conflitos entre os ativistas, a PM e os seguranças da Câmara.

Últimas de Rio De Janeiro