Polícia autua mulher por incitação ao crime durante manifestações

De acordo com agentes, ela utilizava seu perfil para incitar a prática de dano durante as manifestações ocorridas no Rio

Por cadu.bruno

Rio - A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) identificou e autuou Neiva Trindade Taveira, 46 anos, acusada de praticar o crime de incitação ao crime em redes sociais. Ela utilizava seu perfil para incitar a prática de dano durante as manifestações ocorridas no Rio de Janeiro. A informação foi divulgada nesta quarta-feira ela Polícia Civil.

De acordo com o delegado titular da especializada, Gilson Perdigão, Neiva foi identificada durante as investigações e monitoramento realizado na Internet. Em depoimento, ela assumiu ter postado os comentários e ainda informou ter atuado como socorrista nos protestos, mas negou a participação em atos violentos.

Neiva foi autuada pelo crime de incitação ao crime, mas por se tratar de delito de menor potencial ofensivo, ela assinou o termo se comprometendo a comparecer diante de um Juiz e foi liberada. Se condenada Neiva poderá cumprir pena de três a seis meses de detenção ou multa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia