Peças em bronze são furtadas de Chafariz da General Osório

Secretaria fará projeto de orçamento para que as peças furtadas sejam refeitas a partir de um molde

Por O Dia

Rio - A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos informou nesta terça-feira que o Chafariz das Saracuras, de autoria de Mestre Valentim, instalado na Praça General Osório, em Ipanema, sofreu vandalismo.

Durante uma das vistorias regulares pela cidade, equipe da Secretaria identificou o furto das quatro saracuras (pássaro cujo bico jorra água) confeccionadas em bronze que integram o chafariz. Um registro do ocorrido será feito nesta tarde na 14ª DP (Leblon).

Agora o órgão fará um projeto de orçamento para que as peças furtadas sejam refeitas a partir de um molde que pertence aos seus arquivos. A previsão é que os serviços sejam concluídos em três meses.

O chafariz de granito exibe também detalhes ornamentais como quatro tartarugas e uma cruz em bronze que ficam na ponta da pirâmide. Duas saracuras haviam sido furtadas em 2008, outras duas em 2010 e em 2011. Em novembro do ano passado, três delas também foram alvo de furto. As peças haviam sido repostas em março deste ano.

O chafariz é uma obra que foi encomendada ao Mestre Valentim para abastecer de água encanada o Convento da Ajuda, onde hoje se situa a Cinelândia. Concluído em 1795, no pátio interno do convento, se manteve lá até 1911, quando o convento foi demolido. Foi doado a Municipalidade pelo Cardeal Arcebispo D. Joaquim Arcoverde e instalado na Praça General Osório em 1917. É um bem tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde 1938.

Últimas de Rio De Janeiro