Por helio.almeida
Waguim fez Filosofia na Universidade Federal de Minas Gerais e chegou a ser promovido a cabo quando serviu no ExércitoDivulgação

Rio - Apontado pela polícia como comparsa do ex-chefão do tráfico de drogas na Rocinha Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, Wagner Neves, conhecido como Waguim, de 34 anos, foi preso nesta sexta-feira por policiais da 25ª DP (Engenho Novo) numa casa na cidade de Rio das Ostras.

Contra ele, que é acusado de participar da execução de dois capitães do Exército, em 2010, na porta de uma casa noturna em Juiz de Fora (MG), havia um mandado de prisão preventiva pelo duplo homicídio, expedido pela justiça mineira.

Segundo Antenor Lopes, delegado titular da 25ª DP, Waguim pertencia à quadrilha da facção Amigos dos Amigos (ADA) comandada por Nem na Rocinha e ganhou a confiança do chefão por ter muito conhecimento. “Ele cursou dois anos de Filosofia na Universidade Federal de Minas Gerais e também chegou a ser promovido a cabo quando serviu no Exército. Por ser articulado e saber usar as palavras, ganhou a confiança de Nem”, disse o delegado.

Waguim, que já havia sido preso em 2005 no Rio porque estaria com três quilos de cocaína, tentou enganar a polícia apresentando um documento falso, mas não conseguiu.

“O criminoso tem família na Rocinha, por isso, se associou ao bonde do Nem e ficava nesse trajeto entre São Conrado e Juiz de Fora”, afirmou Antenor Lopes. Ele realizou a operação em conjunto com a Polícia Civil de Minas Gerais.

Você pode gostar