Por thiago.antunes

Rio - O Ministério Público do Rio de Janeiro entrou com uma medida cautelar na Auditoria de Justiça Militar, nesta segunda-feira, pedindo que policiais do serviço reservado da PM (P2), descaracterizados, sejam proibidos de realizar prisões em flagrante durante manifestações.

Na mesma ação, o MP requisitou que todos os policiais militares que participem dessas manifestações usem coletes com identificação alfa-numérica visível.

PMs passaram a usar coletes alfa-numéricos em manifestações. MP pediu lista com identificação dos que participarem dos atosAlessandro Costa / Agência O Dia

Também foi pedido à Justiça que a Polícia Militar informe, em um prazo mínimo de 24 horas, a lista com os nomes dos policiais que irão atuar nos movimentos populares.

Você pode gostar