Por tamyres.matos
Wander já havia sido preso em 2009Diego Mendes / Divulgação

Rio - Uma das vozes mais famosas da Sapucaí, o puxador Wander Pires, da Imperatriz Leopoldinense, foi preso no início da noite do último domingo, acusado de não pagamento da pensão alimentícia.

O sambista estava na quadra da escola, em Ramos, quando foi abordado pelos agentes da 21ª DP (Bonsucesso). Por volta das 22h desta segunda, o cantor foi solto, segundo sua advogada, Angélica Fraga.

De acordo com ela, o puxador fez acordo com o filho, maior de idade, e espera conseguir intimá-lo para exonerar a pensão.

“O Wander está tentando reerguer a sua vida profissional. Ele é sempre perseguido por suas ex-esposas. Ele fez um acordo com filho e está pagando corretamente, mas esse jovem financiou um carro de R$ 31 mil e quer usar a pensão alimentícia para quitar a dívida”, disse Angélica, afirmando que o rapaz “some” quando é para ser intimado pelo juiz na ação de exoneração da pensão.

Wander Pires, que já havia sido preso pelo mesmo crime em 2009 — na época estava na Viradouro —, se preparava para cantar na disputa da escolha do samba-enredo da Verde e Branco para o Carnaval 2014. Uma ex-mulher do puxador foi quem procurou a 21ª DP com mandado judicial expedido por juiz da Vara de Família em 23 de agosto.

Segundo a assessoria da Imperatriz, o puxador está com um problema pessoal, mas não há possibilidade de que não esteja na Avenida ano que vem.

Você pode gostar