Pastor de igreja evangélica é preso acusado de estuprar jovem de 12 anos

Ele foi localizado em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Abusos teriam acontecidos em Bangu, na Zona Oeste do Rio

Por O Dia

Rio - Pastor da Igreja Assembleia de Deus da Favela Carobinha, em Campo Grande, Reinaldo Correia Caetano, de 52 anos, foi preso nesta quinta-feira, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, por policiais da 34ª DP (Bangu), sob a acusação de ter estuprado uma fiel de 12 anos.

O suposto crime foi descoberto pelos pais da menina em julho, ao flagrarem conversas eróticas entre a filha e o pastor pelo Facebook e por mensagens de celular.

Além de constatarem as conversas, os pais começaram a desconfiar de presentes que a garota recebia, entre eles um celular, sem explicar a origem. No dia 16 de julho, porém, quando o crime foi registrado na delegacia, a menina acabou confessando que vinha mantendo relações sexuais com o pastor há um mês.

Ao perceber que estava sendo investigado, Caetano teria fugido para Cabo Frio, onde a polícia o encontrou escondido numa casa da Rua do Macaco, no bairro Unamar. O acusado, que já tinha passagem pela polícia por estelionato, responderá por estupro de vulnerável. Ao ser preso, o pastor negou o crime, mas admitiu ter conversado com a vítima pela Internet.

Últimas de Rio De Janeiro