Hospital do Fundão interrompe atendimento a pacientes na UTI

Comissão reconheceu que problemas estruturais forçaram suspensão das atividades

Por thiago.antunes

Rio - A direção do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (Fundão/UFRJ) fechou temporariamente sua Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), por causa de despressurização na rede de gases e o surgimento de foco de infecção no local. A

suspensão das internações no setor, que deverá durar mais 72h, teria ocorrido há cinco dias e, segundo nota emitida pela direção do hospital, foi recomendada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da unidade.

“A CCIH tem o objetivo de prevenir e combater infecção hospitalar, através de rotinas e orientações. Não há obras no CTI e nenhum paciente (dos sete internados na UTI, que tem 11 leitos) foi transferido para outra unidade de saúde”, ressalta trecho da nota, garantindo que a situação está sendo reavaliada a todo momento, diariamente.

Segundo testemunhas, o atendimento é bom, mas o aspecto da UTI, que ocupa o último andar do prédio, é preocupante, devido a infiltrações no teto e ao funcionamento precário dos elevadores. Conforme a nota emitida pelo hospital, nesta segunda foram feitas 23 cirurgias que já estavam agendadas. No primeiro semestre, o hospital atendeu mais de 110 mil pacientes em seu ambulatório. No mesmo período, 2.504 cirurgias foram realizadas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia