Por thiago.antunes

Rio - A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon, esteve outra vez em Maricá nesta quarta-feira, para a terceira etapa da Operação Ouro Negro. Os fiscais recolheram e descartaram mais uma tonelada de produtos impróprios para o consumo, seja por estarem com prazo vencido, sem especificação da data de validade e/ou armazenados de forma inadequada. Também foi encontrado carne previamente moída estocada, o que é proibido por lei, além de 9 litros e 130ml de cerveja, refrigerante e produtos aromatizantes vencidos. Nos três dias de operação, os agentes descartaram 29 toneladas de produtos impróprios para o consumo.

Desta vez, foram vistoriados 13 estabelecimentos comerciais, e a maior apreensão de produtos impróprios se deu na filial da Rede Economia de Supermercados, localizada na Estrada de Itaipuaçu, onde foram encontrados 865kg e 500g de alimentos vencidos. Desses, 800kg eram só de salsicha. O estabelecimento também tinha 36kg e 600g de produtos sem informação da data de validade e 15kg de carne previamente moída.

Já na filial da Rede Supermarket da Rodovia Amaral Peixoto, inaugurada no mês passado, os fiscais recolheram 15kg e 400g de bacon fora do prazo de validade.

Pela primeira vez nessa operação os agentes do Procon foram a um estabelecimento que não apresentou nenhuma irregularidade: o Supermercado Bonanza, localizado na Avenida Amaral Peixoto, no Centro do município.

Você pode gostar