BRS para a Tijuca tem primeiro dia de teste operacional tranquilo

Apesar da lentidão no Estácio, segundo passageiros, o trânsito fluiu melhor

Por O Dia

Rio - O primeiro dia de teste operacional do novo corredor BRS, que liga o Estácio à Tijuca, na Zona Norte, foi tranquilo, apesar da lentidão no trânsito na altura do Estácio por volta das 18h. Com 3,5 quilômetros de extensão, o novo corredor começa na Rua João Paulo I, segue pela Doutor Satamini, Avenida Beltrão e pela Conde de Bonfim, até a Rua General Roca, na Praça Saens Peña.

O objetivo do projeto é reduzir o tempo de viagem dos ônibus e aumentar a eficiência do transporte público. Nesta quarta-feira, os passageiros não tiveram problemas com a sinalização dos pontos dos coletivos. “Não fiquei perdida, porque os pontos estão bem sinalizados, mas o trânsito por aqui está um pouco lento e o meu ônibus está demorando”, disse a Auxiliar de Farmácia, Rosilene Silva.

Sinalização dos novos pontos de ônibus do sistema agradou usuáriosErnesto Carriço / Agência O Dia

Já na Tijuca, a avaliação era de melhora no trânsito. “O trânsito melhorou por aqui (na Afonso Peña), de ontem pra hoje”, falou Luciana Rosa, Auxiliar de creche. “Já usava o corredor na Zona Sul, por isso não fiquei perdido. Quanto ao trânsito, está mais rápido, mas daqui até Saens Peña", observou o Técnico em Petróleo e Gás, Gustavo Guimarães, na Tijuca.

A inauguração do novo corredor será no dia 24 de setembro. A prefeitura informou que, na primeira semana, os usuários e motoristas receberão orientações, e, a partir de 1º de outubro, começará a fiscalização eletrônica, com multas. No mês passado, foi o inaugurado o BRS do Largo da Carioca ao Estácio, com extensão de três quilômetros. De acordo com a prefeitura, neste primeiro trecho, o tempo da viagem de ônibus foi reduzido em 23,1%, em média.

Últimas de Rio De Janeiro