Detro recolhe 12 coletivos com infrações em Niterói e na Baixada

Operação “Legal Tem Que Ser Legal" chegou a aplicar 44 multas por não cumprimento das normas de conservação

Por O Dia

Rio - Cerca de 12 coletivos foram retirados de circulação por agentes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), nesta segunda-feira. A ação faz parte da operação “Legal Tem Que Ser Legal", que atua nos terminais rodoviários do Rio. Os agentes também aplicaram 44 multas em empresas de Niterói e Baixada Fluminenese.

O objetivo das operações é fiscalizar a qualidade do serviço prestado por empresas de ônibus no transporte intermunicipal de passageiros. As operações de hoje foram voltadas para o Terminal João Goulart, em Niterói, e em Itaguaí, na Baixada.

Em Niterói, Região Metropolitana do Rio, sete empresas foram vistoriadas. Na empresa Rio Minho, um ônibus foi recolhido por falta de selo. Já na Expresso Rio de Janeiro, a fiscalização tirou de circulação um carro por falta do posto do cobrador e infracionou outro por dupla função.

Já na Rio Ita, agentes apreenderam dois ônibus por falta de selo e um terceiro por falta de CAT, além de infracionar um coletivo por roleta em desacordo com edital e outro por falta do quadro tarifário.

A Auto ônibus Fagundes recebeu três autuações por dupla função, dentre outros motivos. A Mauá teve um veículo infracionado por roleta em desacordo com edital e a ABC teve um recolhimento por alteração de características por falta do posto do cobrador.

Já em Itaguaí, os fiscais retiraram de circulação quatro veículos da Expresso Mangaratiba todos com iluminação externa com defeito, para-brisa trincado, roleta em desacordo com edital e falta de limpeza. Além disso, dois desses veículos apresentavam pneu liso, segundo os agentes.

Últimas de Rio De Janeiro