PM faz operação para reprimir focos de resistência na UPP São Carlos

Ao todo, 120 policiais vão atuar em quatro grupos de trabalho

Por O Dia

Rio - A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) inicou, na tarde desta quarta-fera, operação “União de Paz” nas comunidades do Complexo do São Carlos, em processo de pacificação desde maio de 2011. A iniciativa é a primeira de uma série de ações preventivas, repressivas e de proximidade, programadas em áreas cobertas pelas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). A UPP São Carlos é a pioneira da iniciativa que será estendida, prioritariamente, para as áreas onde ainda há focos de resistência ao processo de pacificação.

Ao todo 120 policiais de diversas UPPs serão deslocados para o Complexo do São Carlos, composto também pelas comunidades do Zinco, Querosene, Mineira, Azevedo Lima, Clara Nunes e Favela do Rato. Os policiais irão atuar em quatro grupos de trabalho: cerco, ocupação, repressão e proximidade. A principal frente de trabalho será a do grupo de proximidade onde os policiais farão a distribuição de panfletos com informações sobre os canais de denúncias como o Disque Denúncia, o Disque UPP e a Ouvidoria das Polícias. O objetivo é que a população local contribua com o trabalho policial fornecendo informações sobre criminosos, armas e drogas.

A dinâmica da operação União de Paz contará ainda com viaturas que serão distribuídas nos principais acessos à comunidade e, em seguida, os grupos divididos na ocupação de áreas consideradas críticas e de apoio repressivo com foco na realização de prisões, apreensões e revistas no interior da localidade.

Últimas de Rio De Janeiro