Menos lixo em Madureira

No primeiro dia do programa da Comlurb no bairro, poucas pessoas foram autuadas

Por O Dia

Rio - Madureira teve nesta terça-feira seu primeiro dia de aplicação de multas pelo Programa Lixo Zero. Até ás 17 horas, 15 pessoas haviam sido autuadas por descartar resíduos nas vias do bairro. Equipes formadas por duplas de guardas municipais e agentes da Comlurb fiscalizaram o trecho da Estrada do Portela que vai da esquina com a Avenida Edgar Romero até o Parque Madureira. Não houve necessidade de apoio policial em nenhum caso.

O número de multas aplicadas — considerado baixo — e a aparente limpeza nas vias foram creditados às equipes que trabalharam, durante os meses de agosto e setembro, na consicientização dos pedestres do bairro. “Até mesmo entre os multados, não existe revolta. Podemos ver o arrependimento por descumprir a lei”, opinou o agente da Comlurb, Tony Freitas.

Para a moradora do bairro, Rosângela Jorge, as penalidades são a única forma de fazer com que as pessoas mudem seus hábitos. “Adultos com maus hábitos há anos não vão mudar seus costumes por simples campanhas. É necessário que sintam a diferença no bolso também”, opinou.

Nesta terça-feira, 222 pessoas foram autuadas, somando todas as regiões em que a fiscalização está sendo aplicada. A maioria das multas foi dada por descarte de guimbas de cigarro e pequenos resíduos no chão. As multas vão de R$ 98,00 até R$ 3.000,00.

Já são 5.009 autuações desde agosto

Desde o dia 20 de agosto, quando o programa começou, 5.009 pessoas foram autuadas, somadas todas as regiões da cidade abrangidas. De acordo com a Comlurb, o volume de lixo recolhido nos bairros fiscalizados diminuiu em cerca de 46%. Para o presidente da Comlurb, Vinícius Roriz, a fiscalização, aliada a campanhas educativas, fará com que os cidadãos fiquem cada vez mais regrados. “A tendência é que o povo seja educado no dia a dia”, disse.

Últimas de Rio De Janeiro