Por tamyres.matos

Rio - O Disque-Denúncia lançou nesta terça-feira um cartaz com recompensa no valor de R$ 2 mil por informações que levem a prisão do advogado Michel Salim Saud, acusado de ser o mandante do homicídio dos familiares de Beto Neves. A mãe do empresário Linete Neves, a sobrinha Manuela Neves e o namorado Rafani Ribeiro foram assassinados no dia 27 de agosto, em casa, no bairro Venda da Cruz, em São Gonçalo.

Advogado Michel Salim é acusado de ser o mandante do crimeDivulgação

O crime está sendo investigado pela Divisão de Homicídios (DH) de Niterói e São Gonçalo. Ajude a polícia a esclarecer este caso, ligue para 2253-1177. O anonimato é garantido.

Dois suspeitos de participar do crime foram presos entre a tarde de quinta-feira e a manhã desta sexta-feira por policiais da DH. Segundo a polícia, o advogado Michel Salim, ex-padrasto de Manuella, é o mandante do crime. Ele teria pago R$ 100 mil pela morte da ex-enteada, com quem tinha problemas pessoais.

Material apreendido em Camboinhas

No último dia 11, os agentes da DH estiveram na casa do empresário em Camboinhas, na Região Oceânica de Niterói. Ele não foi encontrado e uma busca foi feita no local. Segundo testemunhas, desde o crime ele pouco apareceu na residência e diversos pertences foram retirados do local por terceiros. Os policiais apreenderam um laptop, duas câmeras digitais e fotos do advogado.

"Ele (Salim) já é considerado foragido. Temos provas contundentes", disse o delegado Wellington Vieira, da DH, responsável pelas investigações. Segundo ele, o crime está quase solucionado.

O desenrolar do caso começou com a prisão de Pablo Jorge de Medeiros, na última quinta-feira. Ele aparece no inquérito de posse de um dos celulares levados das vítimas. Na DH, o suspeito confessou que participara indiretamente do crime, segundo o delegado.

Ele afirmou aos policias que foi contratado para levar de carro um homem identificado apenas como Marcos até o condomínio em Venda da Cruz, São Gonçalo, onde Manuella e a avó moravam. Pablo fez a descrição do suposto assassino e foi confeccionado um retrato falado.

Wellington Vieira, porém, suspeita da versão de Pablo e acredita que ele seja o executor dos crimes, devido a riqueza de detalhes. Ao contrário da suspeita inicial da polícia de que alguém do relacionamento da família teria entrado com facilidade no imóvel, Pablo revelou que o suposto assassino aguardou a saída de uma das vítimas da casa para entrar no imóvel sem a necessidade de invasão. Os três foram mortos com tiros na cabeça.

Você pode gostar