Por thiago.antunes

Rio - A fé em Santa Edwiges é a esperança de acabar com as dívidas. Conhecida como a protetora dos pobres e endividados, a santa é homenageada nesta quarta-feira pelos católicos. Só no santuário da Rua Fonseca Teles, em São Cristóvão, são esperados pelo menos 60 mil fiéis ao longo do dia, em 15 missas. Ironicamente, entre os milhões de aflitos que não conseguem quitar suas dívidas está o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) do município, justamente o órgão que informa ao mercado quem está inadimplente financeiramente. Supostas dívidas com IPTU, aluguel e condomínio chegariam a R$ 300 mil.

Carlos Monjardim, presidente do SPC-RJ, admitiu que existe um ‘processo de compensação de débito’. Sem citar valores, alegou que não comenta assuntos judiciais em andamento. Ele ressaltou que, a exemplo do restante do país, a inclusão de cariocas inadimplentes no SPC, no acumulado dos nove primeiros meses de 2013, comparado com o mesmo período do ano passado, cresceu 4,09%.

Maria de Fátima de Almeida%2C 58%2C acredita que a santa salvou o irmão%2C recém-operado do coração%3A ‘Fé fez com que médicos descartassem a cirurgia’Carlo Wrede / Agência O Dia

Surpresa

A inusitada situação surpreende os devotos. “Estou sem trabalhar há dois anos e meio e devo ‘até a alma’. Mas que moral tem o SPC para comunicar nossos débitos ao comércio?”, questionou o petroleiro Milton Carlos Querasian. Orgulhoso, ele contou que completa 53 anos hoje. Ontem, pediu ao pároco Divino Alves Pereira, 55 anos, para benzer as chaves de sua casa.

“Ela vai me tirar dessa”, acredita. Devotos creditam vários milagres a Edwiges. “Meu irmão (o taxista José de Almeida, 56) teve que interromper a novena da santa para operar o coração. Ele tinha que trocar três veias e uma válvula. A fé fez com que os médicos descartassem a cirurgia para a troca de válvula, que era o que mais temíamos”, revelou Maria de Fátima de Almeida, 58.

Padre Divino abençoa as chaves da casa do petroleiro Milton CarlosCarlo Wrede / Agência O Dia

Assistência ao consumidor

Carlos Monjardim disse que a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), da qual também é presidente e que controla o SPC-RJ, criou o Departamento de Assistência ao Consumidor. O Deacon oferece, gratuitamente, advogados para orientações a qualquer assunto envolvendo consumo. As informações estão no site www.spcrio.com.

Graças a Santa Edwiges, quem vive do comércio ambulante está otimista. “Espero vender 4 mil velas e mais de 500 rosas amanhã (hoje)”, comentou a viúva Vera Sampaio, 49, que montou barraca em frente à igreja, em São Cristóvão. Ela contou que cria três filhos e quatro netos só atuando em festas cristãs na cidade e interior.

Ambulante Vera Sampaio espera vender 4 mil velas e 500 rosas hojeCarlo Wrede / Agência O Dia

Quinze missas ao longo do dia

A primeira das 15 missas que serão celebradas nesta quarta na Igreja de Santa Edwiges será presidida pelo arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, às 6h. A última acontecerá ás 20h. A programação dos horários pode ser conferida pelo site www.santuariosantaedwigesrj.com.br.

Na outra igreja em homenagem à Santa Edwiges, na Rua Gurupema, em Brás de Pina, também na Zona Norte, a programação é semelhante. “No nosso santuário deveremos receber 4 mil fiéis em cada missa. Vem gente de várias partes do Brasil e até de outros países, como o Chile”, afirmou o padre Divino Alves Pereira.

Você pode gostar