Fiscais recolhem mais de 200 kg de alimentos impróprios em mercado na Baixada

Ação do Procon autuou e multou estabelecimento em Duque de Caxias após denúncia

Por O Dia

Rio - Atendendo a uma solicitação da 59ª DP (Duque de Caxias), a Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon) enviou uma equipe de fiscais do Procon nesta quinta-feira à filial do supermercado Rede Economia, no bairro Olavo Bilac, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, para apurar a denúncia de uma consumidora que levou uma lata de palmito estufada e escurecida à delegacia. Durante a fiscalização, os agentes encontraram no local 269 quilos de produtos impróprios para consumo e sérios problemas de higiene e de estrutura. O supermercado foi autuado e será multado.

Fiscais recolheram mais de 200 kg de alimentos impróprios em mercadoDivulgação

Entre os produtos recolhidos, 170kg estavam sem o prazo de validade exposto, entre eles, linguiça, pontas de carne bovina, bucho, carne suína, além de asas, coxas e sobrecoxas de frango. Na câmara de congelamento do supermercado, os fiscais encontraram 70 kg de carnes armazenadas de foram irregular, entre coração bovino, rabada e pernil. Também havia 23kg de carne de hambúrguer totalmente descongeladas; 25 latas enferrujadas de azeite; e 22,6kg de carne previamente moída, o que contraria o Decreto Estadual 6538/83, que determina que a carne só pode ser moída na hora da compra e na presença do consumidor.

Além dos alimentos irregulares, a equipe encontrou a câmara de congelamento sem vedação adequada, chão sujo e molhado e produtos estocados ao lado da área de descarte, sem nenhuma separação entre elas.O gerente do estabelecimento foi levado por policiais para a 59ª DP, para prestar esclarecimentos sobre as irregularidades encontradas.

Últimas de Rio De Janeiro