Por tamyres.matos

Brasília - A ação dos manifestantes mascarados, os chamados black blocs, nas ruas do Rio de Janeiro e de São Paulo, nos últimos meses, é desaprovada por 93,4% dos entrevistados em pesquisa divulgada nesta quinta-feira pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Outros 6% declararam apoiar a ação dos mascarados. Para 91,5%, a maneira de manifestação desse grupo não é legítima.

O direito dos cidadãos de ir às ruas em manifestações pela garantia de direitos, no entanto, é defendido por 81,7% dos entrevistados. Somam 17,3% os que rejeitam o direito de manifestações.

Após manifestação de professores no dia 7 de outubro%2C representantes do grupo Black Bloc entraram em confronto com a PM na CinelândiaAndré Mourão / Agência O Dia

De acordo com a pesquisa, 91,5% das pessoas ouvidas responderam estar muito preocupados com a violência no país. Para os próximos seis meses, a expectativa de 40,9% dos ouvidos é que a situação da segurança pública vai continuar com está, 29,3% tem a expectativa que piore e 27,7% acreditam que vai melhorar.

Para a pesquisa, foram entrevistadas 2.005 pessoas, em 135 municípios de 21 unidades da Federação, entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro. A margem de erro é 2,2 pontos percentuais.

Você pode gostar